Como preparar seu filho para uma prova

Testes e exames são uma das partes mais desagradáveis ​​da aprendizagem. Até o alemão Gref admitiu recentemente que os exames “matam todos os desejos de aprender”. Como eles ainda não serão cancelados, preparamos um guia sobre 5 tipos de examinados e dicas para os pais sobre como ajudar crianças diferentes a se prepararem para os testes.

Tipo 1: Perfeccionista

Esse examinador começa a se preparar para o trabalho de teste com muita antecedência, tentando encontrar a resposta para qualquer pergunta que possa cair apenas no controle. O aluno segue de perto sua agenda, suas anotações estão perfeitamente organizadas e ele se envolve com mais diligência do que qualquer outro colega.

No exame ou controle, ele geralmente está confiante em si mesmo, mas pode ficar impressionado se esquecer de algo. A principal fraqueza do perfeccionista é que ele pode se sentar para algumas tarefas, checar as respostas várias vezes e se prender ao fato de estar enganado em algum lugar.

Como ajudar um perfeccionista

Tenha um descanso

Com esse examinador, e assim está tudo bem com a capacidade de aprender, o importante para ele é ser capaz de manter um equilíbrio entre as aulas e o descanso. Fazer pausas no estudo e relaxar depois é importante, pois isso evitará sobrecargas e o estresse associado a ela.

Mostrar que o erro não altera o relacionamento

Talvez a criança tenha medo de decepcionar os entes queridos e, portanto, cometa seus erros com tanta dor. Ajude-o a entender que somos todos imperfeitos, ninguém pode saber tudo no mundo.

Lembre-se de que todo mundo está errado

Observe que seu filho ou filha ainda está preocupado com uma resposta errada em um emprego passado? Relate à criança que todo mundo aprende com os erros, na próxima vez que ela não permitir.

Tipo 2: A enciclopédia ambulante

Esse estudante está bem com os fatos: ele conhece todas as fórmulas, definições, datas e nomes de cor, mas é difícil para ele juntar tudo e ver o quadro todo.

Na preparação para o exame, esse aluno se concentra nos fatos e nos personagens, mas não pode formular conclusões sobre o assunto. Daí o problema: o examinador resolve brilhantemente os testes, mas flutua em tarefas que exigem uma resposta detalhada, reflexão sobre o assunto.

Três dicas para alguém difícil de raciocinar

Interesse-se pelas opiniões de seu filho sobre os tópicos abordados

Esse aluno responde perguntas como “quem?”, “O quê?”, “Onde?” e “quando?” Sua tarefa é chamar a atenção dele para o “por quê?”. Aproxime o estudo da criança: pergunte sobre o que ela faria no lugar de uma figura histórica, realize um experimento científico em física ou química.

Peça para escrever um currículo sobre os estudos

Peça de 5 a 6 frases para indicar a principal coisa sobre o tópico estudado. Isso forçará você a ir além das definições e fatos, além de preparar a criança para as tarefas com uma breve resposta escrita nos exames.

Peça uma lição.

Mostre interesse no tópico da lição e finja que não se lembra de nada e peça um breve resumo. Assim, você verifica o conhecimento da criança e pode ganhar sua confiança, porque, de certa forma, ela se sentirá um grande especialista que você.

Tipo 3: Improvisador

Esse aluno recorda o trabalho de teste no último momento, e os de controle não se baseiam no conhecimento, mas na capacidade de improvisar. Ele rapidamente resolve tarefas e nunca verifica as respostas.

O problema com esse aluno é que ele obtém resultados mais baixos do que podia. Mesmo que, no geral, ele consiga, depois de ter tentado um pouco, poderá conseguir mais: por exemplo, vencer as Olimpíadas ou se preparar para o exame sem tutores.

Dicas de Educação Improvisada

Acorde o interesse

As crianças não dedicam tempo às aulas se simplesmente não estiverem interessadas. Aqui a mesma solução funcionará como no caso anterior. Pondere com a criança sobre o que foi aprendido: por que algum evento aconteceu? Qual foi o motivo dele? A invenção de quais objetos se tornou possível graças à descoberta e estudo da indução eletromagnética?

Juntos, examinem os resultados do controle

Veja quais erros foram cometidos e destaque os tópicos que precisam ser repetidos. Depois de um tempo, verifique se a criança repetiu o material. Isso ajudará a adotar uma abordagem mais responsável na preparação e a corrigir a atitude de “escrevi, passei e esqueci”.

Tipo 4: Alarmista

Esse aluno é diligentemente engajado, conhece bem o material, prepara-se para o trabalho de teste com antecedência, mas quando ele ouve a frase: “Nós saímos em dobro”, enquanto o medo o paralisa. O aluno está muito preocupado, não consegue se lembrar das respostas e reage bruscamente a tudo durante o controle.

Como ajudar um alarmista

Resolver verificações de verificação

Por exemplo, durante a preparação para o exame, muitos centros de treinamento e tutores realizam vários exames de treinamento. Isso ajuda os alunos a se acostumarem com a situação, trazer algumas ações para automatizar e desenvolver uma estratégia em situações imprevistas, como incerteza na resposta, incapacidade de se lembrar de um fato. O mesmo trabalho de teste pode ser realizado independentemente em casa.

Crie uma atitude positiva

Antes do controle, verifique se a criança descansa bem e tem tempo para tomar o café da manhã adequadamente. Diga que ele ou ela é bem feito e pode lidar com tudo.

Diga que ninguém é perfeito

O estupor de um aluno assim é causado pelo medo de cometer um erro. Os erros fazem parte da educação, então não há problema em cometê-los e aprender com eles.

Tipo 5: Distraído

Esse aluno sempre tem coisas mais importantes a fazer do que estudos e exames. Ele resolve tarefas aleatoriamente, periodicamente tentando lembrar o que ouviu na sala de aula. As classificações de uma criança estão preocupadas quando os pais as repreendem.

Como consertar um absurdo

Aprenda a aprender

Gaste pelo menos uma hora por dia no estudo conjunto de novos tópicos e trabalhos de casa. Mesmo períodos curtos de treinamento demonstram à criança que ela pode conseguir mais. E quando ele perceber que os esforços valem a pena, isso começará a motivá-lo a aprofundar o aprendizado independente.

Fale sobre sua futura profissão

Pergunte à criança: o que ela quer se tornar. Encontre informações sobre as habilidades necessárias para ter sucesso nessa área e vincule-as às disciplinas escolares. Ou encontre boas universidades com essa especialidade, anote as disciplinas e as notas médias dos candidatos que entraram nela e tente convencer a criança de que essas disciplinas devem receber atenção.

Verifique o humor

Talvez a indiferença ao estudo seja causada por problemas na escola: vale a pena conversar com os professores, e também mais frequentemente interessado no que a criança está fazendo, com quem passa o tempo, está tudo bem.

Nem todo aluno pode ser estritamente atribuído a um ou outro tipo de examinados. Nesse caso, use as recomendações para os diferentes tipos e veja o que funciona melhor no seu caso.

7 dicas de preparação para exames rápidos

Um artigo de economia para quem pensou em exames tarde demais. Oferecemos 7 idéias de treinamento que são eficazes se você tiver pelo menos um mês.

Aprenda no pico da intensidade

A maioria das pessoas não consegue trabalhar bem por um longo período de tempo. O último estudo de eficácia afirma que o pico de produtividade pode ser alcançado distribuindo um tempo como este: 52 minutos por tarefa, 17 minutos para descanso. Por exemplo, você pode estudar o material de treinamento por não mais de uma hora, interromper por 15 a 20 minutos e resolver a variante de teste por mais uma hora. A estratégia só funciona se você não está trapaceando: você não se distrai ao concluir uma tarefa de mensagem ou lanche.

Use cartões de memória

Esse método geralmente é usado para memorizar palavras estrangeiras, mas trabalha para lembrar qualquer informação factual. Não consegue aprender uma fórmula, data ou definição? Então os cartões são o que você precisa. Escreva uma pergunta, termo ou fórmula de um lado e a resposta no verso. Os cartões são melhor escritos à mão – a ação física também ajuda a absorver as informações.

A principal coisa neste método é repetições regulares. Faça cartões, comece a aprender conceitos com a ajuda deles, faça uma pausa e repita as informações em 20 minutos. Repita depois de 8 horas e depois de um dia.

Comece com tarefas difíceis.

É lógico que quanto mais você faz, mais se cansa. Não use tarefas simples para “fazer overclock”, comece imediatamente com o que causa dificuldades. Por exemplo, resolvendo tarefas com um nível aumentado de complexidade, aprendendo um novo tópico ou repetindo um tópico complexo. Por fim, seja resolvendo tarefas simples ou repetindo tópicos familiares.

Explorar critérios de avaliação

Às vezes, entender os critérios para avaliar tarefas ajudará melhor do que o conhecimento perfeitamente aperfeiçoado. Por causa da falta de compreensão da tarefa, você pode perder totalmente os pontos, sem ter o conhecimento ideal, pode perder alguns deles.

Para aqueles que estão se preparando para o exame, um depósito real de informações úteis é o site da FIPI, onde na seção demo existem versões de teste de testes com descrição dos critérios de avaliação para tarefas com uma resposta detalhada e uma análise detalhada dos erros de exames anteriores nos materiais metodológicos.

Faça anotações corretamente

Copiar sem sentido as definições de um livro é uma sinopse inútil. Métodos eficazes de gravação requerem um trabalho ativo com a informação, sua compreensão. As regras básicas de um bom resumo:

  • anote apenas o principal, sem detalhes e detalhes;
  • os registros têm uma hierarquia: títulos, subtítulos, listas;
  • as entradas têm uma navegação fácil: introdução destacada, palavras-chave, conclusões;
  • o resumo está escrito com suas próprias palavras.

Faça um exame simulado

Esses diagnósticos ajudarão você a descobrir rapidamente em quais tópicos você não é forte. Para maior precisão, escreva alguns casos de teste.

Por exemplo, no caso do Exame do Estado Unificado, você mesmo pode organizar um exame simulado – faça 3-5 testes da coleção de tarefas, resolva todo o problema, observe os erros mais comuns.

Testes experimentais também são realizados em vários centros de treinamento. A vantagem dessa opção é que você mergulhará na atmosfera do exame, aprenderá a trabalhar nos formulários do exame e alocará corretamente tempo para as tarefas.

Responda às perguntas do teste e descubra que tipo de aluno você ou seu filho são.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *