Como avaliar e desenvolver seu potencial

Em que consiste o potencial pessoal e por que participar de desafios

Cada um de nós tem um potencial pessoal – a capacidade de desenvolver e superar as dificuldades da vida. Além disso, muitas vezes uma pessoa não sabe quais alturas ele pode alcançar em condições favoráveis. O fato é que o potencial é revelado em circunstâncias especiais. Considere os elementos do potencial pessoal e as formas de fortalecê-lo.

Em que consiste o potencial pessoal

Filósofos, sociólogos e psicólogos definem diferentemente o potencial pessoal. Os pesquisadores domésticos M. A. Nugaev e V. V. Sokolov distinguem independentemente tais componentes:

  • criativo
  • profissional
  • espiritual
  • intelectual.

Criatividade

Quanto mais desenvolvido o componente criativo, maior a capacidade da pessoa de encontrar novas soluções para problemas complexos. Uma pessoa com potencial criativo busca ativamente uma solução para um problema, gera idéias e tenta abordagens diferentes.

Profissionalismo

Este aspecto inclui habilidades que uma pessoa é capaz de aplicar no trabalho. Quanto mais complexa a atividade e maior o resultado do trabalho, mais profissionalismo será desenvolvido.

Espiritualidade

Espiritualidade ou moralidade – essas são normas morais e princípios éticos que guiam uma pessoa. É importante estar ciente de seus princípios para permanecer fiel a si mesmo em situações de escolha moral, para não sucumbir a desejos momentâneos e influência de outras pessoas.

Inteligência

O componente intelectual está associado às habilidades mentais e à quantidade de conhecimento do indivíduo. Quanto mais poderoso o potencial intelectual, mais tarefas em larga escala e responsáveis ​​uma pessoa pode executar, mais valioso ele é para a sociedade.

Por que o potencial não funciona

Os altos princípios morais ou o conhecimento profundo por si só não proporcionam conquistas acadêmicas ou sociais. Se uma pessoa é talentosa, mas preguiçosa, não haverá sentido. A autoria da fórmula de sucesso “1% talento + 99% mão-de-obra” é atribuída a Goethe ou a Edison. Malcolm Gladwell, autor de Geniuses and the Outsiders, confirma essa idéia em sua pesquisa. A principal habilidade de uma pessoa bem-sucedida é usar suas habilidades para atingir objetivos ao máximo.

Sem a superpotência para se forçar a trabalhar todos os outros elementos – uma reserva inútil de conhecimento e propriedades. Para transformar qualidades e habilidades pessoais em recursos, você precisa de um objetivo e motivação para alcançá-lo. O potencial não funciona quando uma pessoa não procura usá-lo para alcançar o sucesso.

Como desenvolver e usar o potencial pessoal

Explore suas possibilidades

Primeiro, pegue um bloco de notas e liste tudo o que sabe sobre seu potencial. Descreva por pontos quais habilidades criativas e intelectuais você tem, que sabe fazer bem, quais são seus princípios.

É fácil para as pessoas criativas observar, por exemplo, que elas encontram facilmente um idioma comum com outras pessoas, criam cenários de férias, compõem poemas ou tarefas para concursos. Se sua última rima e padrão permaneceram na infância pré-escolar, vale a pena tentar novamente.

Lembre-se do que eles gostavam de fazer antes da escola ou no ensino fundamental e comece a trabalhar: desenhos em aquarela, robótica, dança, vocais. Tudo o que antes trouxe alegria e prazer ajudará a despertar energia criativa e encontrar algo que você goste. É importante não desistir, mas procurar um tipo adequado de atividade.

Para avaliar objetivamente suas habilidades intelectuais, os testes escolares nas disciplinas não são suficientes. Os professores podem ser mantidos em cativeiro por estereótipos e colocar marcas com base em suas expectativas. Além disso, o intelecto pode ser diferente: verbal, emocional, musical, espacial e na escola eles avaliam apenas a capacidade de executar corretamente as tarefas. É melhor participar de várias competições intelectuais, mergulhos, visitar escolas. Um clube literário ou um grupo de engenharia fora da escola tem mais chances de receber uma avaliação imparcial de suas capacidades e sucessos.

Para o crescimento espiritual, é útil observar de que qualidades e ações você se orgulha e do que se arrepende. Pense em quais personagens da literatura e do cinema, bem como figuras históricas reais e pessoas do seu ambiente, o admiram. Decida como e com quem você gostaria de ser e, em situações difíceis de escolha, imagine o que seu “herói” faria.

Aprenda a gerenciar habilidades

Para “ativar” seus recursos, você precisa definir uma meta e avançar em direção a ela. Fazer isso sem preparação não é fácil. Além da preguiça banal, uma pessoa é impedida pelo medo de cometer um erro ou não lidar com a tarefa. Portanto, o primeiro objetivo deve ser pequeno e obviamente alcançável, por exemplo, “leia 10 páginas do livro” Roube como um artista “de Austin Cleon no domingo”, “resolva as 5 primeiras tarefas das Olimpíadas do ano passado no fim de semana”, “limpe a mesa na sexta-feira”.

Após o primeiro sucesso, você precisa definir novas metas, mas não muito ambiciosas. Fortalecer a vontade, como os músculos, é melhor gradualmente, para não rasgar e não desistir de tudo. Se o plano não der certo, não se desespere – defina metas mais modestas. 

Construir elementos de capacidade

A criatividade se manifesta em habilidades específicas, por exemplo, escrever código de programa ou criar modelos de roupas. Quanto mais prática significativa, maiores as possibilidades criativas e maior a qualidade do trabalho, isto é, o profissionalismo. O mesmo se aplica à inteligência: à medida que problemas mais complexos são resolvidos, as habilidades intelectuais aumentam.

Reflexão, análise de situações e atividades sociais ajudam a formular nossos princípios morais. Portanto, é útil, por exemplo, aprofundar as lições da literatura: ler livros e analisar as ações dos personagens. Outra maneira de crescer espiritualmente é participando de debates, jogos de negócios e role-playing games de ação ao vivo. Os jogos de dramatização são semelhantes às produções teatrais, mas eles não têm um roteiro, e cada participante toma decisões com base em seu papel e preferências pessoais. Os jogos ajudam em uma situação segura para responder perguntas sobre justiça, honra e custo de vida, a fim de se conhecer melhor.

Outra opção é encontrar contradições éticas e desenvolver suas próprias visões sobre coisas importantes – o voluntariado. Ajudar os necessitados nos faz pensar nas leis da sociedade moderna, experimentar uma ampla gama de sentimentos e mostrar qualidades que uma pessoa não suspeitava. Você não deve assumir imediatamente grande responsabilidade; para começar, é melhor estar à mão, observar e escolher o que está mais próximo de você: por exemplo, proteção animal, trabalho com crianças ou projetos ambientais.

Sair da zona de conforto é uma oportunidade de testar e simultaneamente aumentar seu potencial. Falar com um público pela primeira vez é assustador, mas esse pode ser o primeiro passo para a carreira de um palestrante. A participação na olimpíada on-line pode se transformar em uma paixão pela solução de problemas complexos. Para desenvolver o potencial, você precisa participar regularmente de desafios criativos e intelectuais: eventos voluntários, minicursos para o desenvolvimento de novas habilidades, maratonas educacionais e eventos esportivos.

O que lembrar

  1. O potencial pessoal ajuda a desenvolver e superar dificuldades. Além disso, o potencial cresce com a complexidade das tarefas que as pessoas resolvem.
  2. Os elementos básicos do potencial – criatividade, intelecto, profissionalismo e moralidade – podem ser desenvolvidos em atividades relevantes.
  3. A criatividade é aprimorada nas práticas criativas (animação, pintura, engenharia), a inteligência se desenvolve através da resolução de tarefas de maior complexidade, a habilidade profissional cresce com a experiência e as diretrizes morais são fortalecidas no processo de compreensão e discussão de situações da vida real.
  4. A principal habilidade que maximiza a mobilização de recursos pessoais é a motivação do objetivo.
  5. Para que a motivação funcione, o objetivo deve ser atraente e alcançável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *